segunda-feira, 11 de abril de 2016

1 filme por dia: Rua Cloverfield, 10. Spoilers

Sinopse: Uma jovem (Mary Elizabeth Winstead) sofre um grave acidente de carro e acorda no porão de um desconhecido. O homem (John Goodman) diz ter salvado sua vida de um ataque químico que deixou o mundo inabitável, motivo pelo qual eles devem permanecer protegidos no local. Desconfiada da história, ela tenta descobrir um modo de se libertar — sob o risco de descobrir uma verdade muito mais perigosa do que seguir trancafiada no bunker.

OKAY. Então, decidi começar essa série nova no blog com um filme novo, ainda está em cartaz. 
Considerações pessoais: o filme é realmente muito bom e apesar de odiar remakes, gostei desse. O original era mais sobre sobreviver, filmado com uma câmera de mão bem no estilo Atividade Paranormal. Esse foi mais sofisticado, com atores conhecidos e uma beleza de produção. Nesse vemos mais um terror psicológico. 
Michelle sofre o acidente de carro e acorda no bunker de Howard, que o construiu junto a Emmett. Ela não acredita firmemente em Howard, acha, assim como achei, que ele é apenas um tarado que a trancou no subsolo. Emmett não deveria estar lá, Howie não queria, mas acreditou tanto na conversa dele, que lutou pra entrar. Você fica colado à cadeira até o fim, os 3 personagens são mais que suficientes para o decorrer do filme ser espetacular.

Enfim, desde o início fiquei com um pé atrás em relação a Howard. Por que ele construiu o bunker? Ele existia muito antes de qualquer coisa acontecer na superfície e seu fascínio por teorias apocalípticas não me parece o suficiente. Curiosamente, Michelle descobre que ele já trancou uma mulher lá, possivelmente a matou e tudo. O tempo todo ele se mostra obcecado por ela, se tornando violento quando Emmett (um fofo inocente) se aproxima dela. É daí que vem a maior parte do terror pra mim, não do confinamento e da incerteza do que há lá fora.
Considerações finais: Howard estava certo, lá fora tá tudo mais que dominado por aliens (na descrição diz ficção científica então eu esperava isso). O que leva quem assiste a normalizar as reações psicóticas dele, algo que considero um erro. Uma pessoa pode estar certa e ser completa babaca ao mesmo tempo. No final ela consegue fugir. Lá fora tem 2 aliens. É isso, 2 aliens. O final foi totalmente decepcionante. Ela ouve no rádio que estamos ganhando e que poderiam usar ajuda de quem tem experiência em combate, algo que depois de matar 1 alien ela acha que tem. 
O filme é maravilhoso, o final é decepcionante, sinto que a expectativa sobre o que estava lá fora, qual a verdade, fez a verdade parecer risível.
Nota: 8/10




Amanhã colocarei algum filme antigo, acabou o "moni" pra cinema. Provavelmente Coraline, meu amorzinho de filme. Se tem alguém aí fora lendo isso, me mande sugestões de filmes!!! Please. Se não farei sobre coisas aleatórias e antigas demais. u.u

3 comentários:

  1. Acabei de assisti esse filme... estava super empolgada.. mas o final achei mt cheio de peripercia..e fiquei confusa se ela foi ajudar as pessoas no final, ou foi caminho contrario... quando onfilme começa ela tem um marido e uma historia nal resolvida e o filme nao da desfecho p isso tbm... :((

    ResponderExcluir

Viajantes

Posts Populares

Próximos lançamentos

Arquivo